Rolf Cruz

Início » Contos » O Observador

O Observador

observador-binoculars-1209011_1280

Toda manhã, Conrado, um menino esguio, de olhos verdes, por volta dos seus 15 anos, vai, a pé, sozinho, direto para a escola, com sua mochila de estudante, toda recheada de materiais, que fica a dez quarteirões de sua casa, logo depois do parque da cidade.

Era um dia comum como todos os outros, só não pela vontade que, Conrado, estava de ir ao parque. Como tinha saído mais cedo de casa, ele resolveu dar uma parada no parque.

Ao chegar ao parque, logo da entrada, ele avistou a vegetação coberta pelo orvalho. Os passarinhos voando felizes e cantarolando. As flores estavam mais bonitas e cheirosas do que da última vez que ele esteve no parque a observar. Desta vez havia abelhas a polinizar e o lago estava mais azul do que nunca. Esta era a visão do paraíso para aquele observador.

Os minutos foram se passando e Conrado logo percebeu que estava quase se atrasando para a aula de artes, mas que naquele dia teria mais uma ótima pintura para o seu novo quadro.

Logo - Site - Rolf Cruz - compartilhe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: